Por uma boa causa, ativistas gays fazem paródia de “Bad Blood”

Um grupo de ativistas gays dos Estados Unidos transformou o clipe de “Bad Blood”, da Taylor Swift em algo extremamente positivo. Para chamar a atenção para a doação de sangue, eles criaram um protesto em forma de paródia.

Isso porque, nos Estados Unidos, homens homossexuais são proibidos de doar sangue. O FDA, órgão que regula as doações no país, os consideram um grupo de risco, por conta da explosão da Aids em 1977. Para conseguirem doar sangue, eles devem estar em abstinência por pelo menos 12 meses.

“Eu acho que essa causa é muito importante, porque sua política é completamente desigual. Uma mulher heterossexual pode abusar de remédios, cigarro, álcool, nunca ter feito um exame de HIV, ter feito sexo sem preservativo com caras diferentes a cada noite, e ainda assim doar sangue. Não há justificação científica para essa política. É uma discriminação”, afirma o diretor do vídeo, Jake Wilson.

Na versão original de “Bad Blood”, os personagens ganharam nomes violentos, já na paródia, os nomes fazem referência às divas do pop e aos diferentes tipos de gays.

Confira “Sad Studs”:

 

Redação Metropolitana

Redação Metropolitana

Redação em METROPOLITANA FM
Somos a Metropolitana com muito Yes pra você! 98.5 FM
Redação Metropolitana

Deixe seu comentário

NOVIDADES