Atendimentos em hospitais públicos caíram em 21%, se comparado com o ano passado

Com saúde precária e péssimos atendimentos, foi registrado que atendimentos em hospitais públicos caíram em 21%, se comparado com o ano passado; foram 5,8 milhões de pacientes atendidos em locais como o AMA, ante 7,3 milhões de 2014.

Médicos alegam que houve corte em vários hospitais públicos para evitar gastos, outros alegam que não vão ao local de trabalho pois o caminho é perigoso e constantemente sofrem assaltos, como revelou médico que trabalha na unidade Castro Alves (Cidade Tiradentes), durante entrevista para Folha de São Paulo.

Organizações sociais se queixam de corte beirando 30% nos recursos, mas gestão Haddad (PT) alega que corte é feito por entidades que deixam de usar repasses ao não contratar mais médicos, assim, sofrendo descontos.

Redação Metropolitana

Redação Metropolitana

Redação em METROPOLITANA FM
Somos a Metropolitana com muito Yes pra você! 98.5 FM
Redação Metropolitana

Deixe seu comentário

NOVIDADES