Brasil cai no ranking de universidades do Brics e só USP permanece entre as 10 melhores

O Brics, grupo formado pelos chamados “países emergentes” (Brasil, Rússia, Índia e África do Sul), tem um ranking internacional que classifica as melhores universidades do grupo, e nosso Brazilzão perdeu algumas posições. Apenas a Universidade de São Paulo ficou no top 10.

O ranking foi divulgado nesta terça-feira (7), e a USP aparece em 9º lugar. No ano passado, a Universidade ocupava a 7ª posição. A China é o país com o maior número de instituições entre as dez melhores, entre elas estão a Universidade Tsinghua (1º), a Universidade de Pequim (2º) e a Universidade Fudan (3º).  

No estudo, o QS afirma que o Brasil ainda está longe de ser atrativo para estudantes internacionais, o que é uma pena. A instituição do país melhor colocada é a PUC (Pontifícia Universidade Católica) Rio, que está apenas na 96ª posição.

A boa notícia para o Brasil é que a USP e a Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) estão em 3º e 9º lugares, respectivamente, na pesquisa entre especialistas. “Isso sugere que apesar do limitado impacto de pesquisa, essas instituições são importantes atores globais, e estão competindo com a China e outras potências do Brics”, afirma o QS.

Para fazer o ranking, o QS analisa a reputação acadêmica e de mercado, a proporção entre alunos e professores, o número de educadores com PhD, as citações e os estudantes e corpo docente internacionais.

Confira o top 10:

1. Universidade Tsinghua (China)

2. Universidade de Pequim (China)

3. Universidade Fudan (China)

4. Universidade Estatal de Moscou (Rússia)

5. Instituto Indiano de Ciência (Índia)

6. Universidade de Jiao Tong (China)

7. Universidade de Ciência e Tecnologia da China (China)

8. Universidade de Nanjing (China)

9. Universidade de São Paulo (Brasil)

10. Universidade Normal de Pequim (China)

Redação Metropolitana

Redação Metropolitana

Redação em METROPOLITANA FM
Somos a Metropolitana com muito Yes pra você! 98.5 FM
Redação Metropolitana

Deixe seu comentário

NOVIDADES