Cruz Vermelha busca brasileiros para atuar em zonas de guerra

Devido ao número de conflitos em todo o mundo, e a demanda de operações cada vez maior da ajuda humanitária, o Comitê Internacional da Cruz Vermelha está em busca de profissionais brasileiros para fazerem parte do time.

O diretor global de recursos humanos do Comitê, Gherardo Pontrandolfi veio a São Paulo com a missão de convencer mais brasileiros a ingressar no trabalho humanitário.

Pelo Brasil não se encontrar envolvido em guerras, o país é visto no exterior como neutro, segundo o diretor que trabalha há 16 anos na organização

É a primeira vez que estão recrutando brasileiros. Brazucas são aceitos com mais facilidade e correm menos riscos do que europeus e americanos, que são alvos de terroristas em países como Síria e Iraque.

A Cruz Vermelha tem hoje 2600 funcionários estrangeiros, 1700 em trabalho de campo em 79 países, a maioria em situação de conflito, e apenas 14 dos funcionários são brasileiros.

 

Redação Metropolitana

Redação Metropolitana

Redação em METROPOLITANA FM
Somos a Metropolitana com muito Yes pra você! 98.5 FM
Redação Metropolitana

Deixe seu comentário

NOVIDADES