Depois de 50 anos sem sofrer alterações, FGTS pode sofrer mudança histórica

Trabalhadores brasileiros que possuem carteira registrada contribuem para o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Porém, o rendimento desses recursos que vão para o fundo fica muito abaixo da inflação nos últimos anos.

Assim, com o rendimento menor que alta geral do preços, os empregados perdem dinheiro. Mas isso pode mudar radicalmente com projeto que foi encaminhado para o congresso nacional, pelo presidente da câmara, Eduardo Cunha.

 A mudança que o projeto prevê é que os novos depósitos, a partir de janeiro de 2016, passem a ser reajustados de acordo com a caderneta de poupança: algo em torno de 6% ano. Ainda assim, o rendimento estaria abaixo da inflação — que deve fechar em 8,26% em 2015 — e faria com que o trabalhador não tivesse um rendimento real.  

Fonte: R7

Redação Metropolitana

Redação Metropolitana

Redação em METROPOLITANA FM
Somos a Metropolitana com muito Yes pra você! 98.5 FM
Redação Metropolitana

Deixe seu comentário

NOVIDADES