Educação em crise: Governo vai limitar vagas para o Fies

A partir de julho o Financiamento Estudantil (Fies) sofrerá novos ajustes. O Governo Federal  limitará o acesso ao benefício e e implementará um sistema unficado, similar ao Sistema de Seleção Unificado (Sisu), no programa, o que torna o critério para a distribuição das vagas entre as instituições será mais rigoroso.

Segundo o Ministério da Educação (MEC), os auxílios continuaram sendo distribuídos de acordo com a nota dos cursos no Conceito Preliminar de Curso (CPC). Além disso os cursos com maiores notas terão ainda mais prioridade na concessão do benefício. A medida, segundo órgão, servirá para estimular o ensino de qualidade.

“Os quase 2 milhões de alunos com contratos ativos conseguirá aditá-los. Não haverá prejuízo para o estudante. Já os contratos novos seguirão critérios de qualidade, de forma que os cursos com conceito 5 têm prioridade em relação aos de menção 4 e 3” afirma o secretário-executivo do MEC, Luiz Cláudio Costa.

O Fies, que atualmente atende 1,9 milhão de alunos, enfrenta problemas desde o início do ano. Os estudantes afirmam não conseguir preencher o formulário com o nome da instituição solicitada, antes disso a página exibe a mensagem “limite de vagas para esse Campus/IES esgotado”. 

Redação Metropolitana

Redação Metropolitana

Redação em METROPOLITANA FM
Somos a Metropolitana com muito Yes pra você! 98.5 FM
Redação Metropolitana

Deixe seu comentário

NOVIDADES