Empresários se reinventam para driblar a baixa estação

Muitas empresas com produtos tipicamente do verão têm dificuldades em sobreviver à baixa estação. Para não perder clientes, muitos empresários se reinventam para criar novos produtos e manter o faturamento em um bom nível.

O comércio sazonal necessita de planejamento para sobreviver. Se uma marca de roupas está acostumada a fabricar peças para todas as estações, os problemas são menores. Mas como sobreviver ao inverno se a sua empresa vende biquínis? Ou sorvetes? É impossível dizer que o movimento não cai.
Se comparado a dezembro, o melhor mês, a marca de beachwear Biquíni Brasil diz ter uma redução de 75 a 80% nas vendas. Para minimizar os efeitos da sazonalidade, a marca resolveu voltar a investir na linha fitness. “Apesar de serem peças diferentes, a intenção das coleções de fitness e praia são parecidas: unir moda e conforto com qualidade. Por serem roupas muito práticas, não amassam e fáceis de vestir, a moda esporte tem tomado as ruas e ajudado bastante a manter o nosso faturamento”, explica Silvio Altman, proprietário da marca.

1

Biquini Brasil investe em roupas fitness durante outono e inverno

Além da preocupação estética, a Biquíni Brasil se mostra empenhada em unir o conforto e tecnologia. “Investimos em tecnologia de tecidos para criar peças de qualidade com design, que vão desde o básico até o mais arrojado, seguindo as principais tendências de moda; até porque hoje em dia as mulheres não vão mais malhar com qualquer roupa”, atesta Silvio. Olhar o preço do concorrente foi outra estratégia e por ser uma fábrica, consegue oferecer preços mais competitivos. Essa mudança de percepção favorece a lembrança da marca e colabora para fidelizar o cliente mesmo fora do pico de venda do carro-chefe.
E tem mais. Grandes descontos são oferecidos nas peças de verão, além de facilitar o frete dependendo do valor da compra. Para isso, a marca preparou uma loja virtual recheada de lançamentos, com forte demanda de exportação. “Assim não sofremos tanto com o inverno no Brasil, já que exportamos para a Europa e Hemisfério Norte”, explica Silvio ao contar que, mesmo no inverno, novas coleções de biquínis são lançadas com boa procura.
Mesma preocupação enfrenta a gelateria italiana Delícia Delizia. Acostumados com a calçada sempre lotada, os donos da Gelateria encaram de frente a mudança de estação: “mesmo quando está frio as pessoas vem atrás do gelato. A procura é menor, mas não é inexistente”, explica Giovanni Pedone.

2

Giovanni Pedone inova no cardápio de Gelateria em São Paulo

Após o primeiro ano de existência da Gelateria, os donos exploraram novas possibilidades para atrair o público nos dias mais frios diversificando seus produtos. Além de uma Oficina Infantil de Gelato durante as férias escolares, inseriu novas opções no cardápio que vão muito além do sorvete. Sobremesas geladas como a tradicional sobremesa paulistana, o Chocolamour, Giovanni trouxe outros segredos culinários de seu país de origem para compor uma das novidades para este inverno: o café-da- manhã tipicamente italiano. Para quem não resiste a um chocolate quente, a receita da Delícia Delizia conta com um chocolate cremoso, canela, chantilly e mais alguns detalhes que deixam a bebida com “gostinho italiano”.
A Delícia Delizia também prepara outras novidades para o inverno, como o Delivery para as regiões próximas, patisserie, cafeteria, croissant, cantuccini (doce italiano de amêndoas), pequenos doces italianos, entre outra novidades que prometem esquentar até mesmo o clima mais frio do ano.
Planejamento e criatividade são as receitas dos empresários do comércio sazonal para fomentar as vendas. Sem isso, o caixa fica comprometido.

Redação Metropolitana

Redação Metropolitana

Redação em METROPOLITANA FM
Somos a Metropolitana com muito Yes pra você! 98.5 FM
Redação Metropolitana

Deixe seu comentário

NOVIDADES