Dia do Jornalista

Jornalista também é humano, minha gente!

Por: Redação Metropolitana   07 abril - 16:50

Ainda em clima de Dia do Jornalista, nós separamos alguns momentos desses profissionais tão importantes na vida de todos nós para mostrar que sim, eles erram, eles choram, eles sofrem e eles são humanos.

Aqui vão eles:

Durante uma edição do SBT Brasil, Rachel Sheherazade travou e ficou alguns segundos sem falar nada devido a uma falha no telepromter. Ô tadinha, pensem no desconforto da moça?

 

Zileide Silva estava cobrindo a colega Christiane Pelajo no Jornal da Globo, e ao final do programa esqueceu de dar boa noite. William Waack tenta ajudar a companheira, o que deixou a cena ainda mais engraçada.

 

Sandra Annenberg… a rainha do Jornal Hoje, também tem lá seu lado cômico. Ao encerrar o programa, a apresentadora deixou cair a caneta e ainda soltou um gritinho. Nem o Evaristo aguentou.

 

Como esquecer do clássico “Que deselangante”! Sandra e Evaristo ficaram indignados quando Monalisa Perrone foi atacada na porta do Hospital Sírio Libanês. Realmente, foi deselegante.

 

E por último, mas não menos importante: O choro. Claro que a gente não ia deixar esse momento épico de Sandra Annenberg de fora. É muito sentimento envolvido.

 

Patrícia Poeta foi traída pelo retorno. Lembram? A vinheta do Jornal Nacional já havia terminado, mas Patrícia não estava totalmente preparada. #bufando

 

Wlliam Waack também não passou impune. Enquanto comandava o Jornal da Globo, o apresentador foi falar com Zelda Melo, mas errou o nome da colega.

 

Tempo depois, ele cometeu a mesma gafe, só que dessa vez com Giuliana Morrona, Borrone ops Morrone! Ah, vocês entenderam.

 

Boris, Boris! Gente, Boris Casoy é um mito do jornalismo. Para quem não lembra, a câmera cortou de repente para ele no estúdio do Jornal da Band, mas ele não estava preparado. Ele então encarou a câmera e mexeu os lábios, como se falasse. Pena que o som não saiu…

 

Enquanto apresentava as Olimpíadas de Londres, Ana Paula Padrão cometeu um erro que não passou despercebido. Ela simplesmente trocou o nome do jornal. Alguém avisa pra ela que é Jornal da Record? 

 

A repórter Fernanda Gentil, chorou ao vivo após derrota do Brasil. Foi triste, gente. Imaginem ter que falar isso ao vivo?

 

Pensa que vida de jornalista é fácil? 

 

Deixe seu comentário

RECOMENDADAS PRA VOCÊ

CONTINUE NAVEGANDO