Nada de brincos, bonés e outros acessórios na Seleção

A partir de agora, brincos, bonés e outros acessórios chinelos, aparelhos eletrônicos, celulares e tablets estão proibidos na concentração da Seleção brasileira.

A medida foi confirmada pela direção da CBF, e o técnico Dunga comentou isso: “Temos algumas condutas para a boa harmonia da família. Não é proibido, não proibimos nada. Não é algo disciplinar, é organização. O torcedor queria isso, o que nós fizemos foi acrescentar algumas coisas que eram importantes para uma boa convivência.”

Dunga ainda ressalta que essa cartilha já existia, apenas foi alterada para adequar-se aos dias atuais. “Quando eu jogava na seleção, já existia um regulamento interno. Deve ter um regulamento antes mesmo de eu eu nascer. O que fizemos foi alterar e colocar itens novos que surgem a cada dia dentro. Não tem penalização, cada um é responsável por seus atos. Dependendo dos atos, vai ter advertência ou não. Isso foi feito para haver harmonia dentro da seleção.”

Giomar Rinaldi, coordenador técnico de seleções, também falou sobre o assunto, dizendo que eles inclusive consultaram jogadores, e que o atual presidente da CBF, José Maria Marin, e seu sucessor, Marco Polo del Nero, aprovaram a medida.

Redação Metropolitana

Redação Metropolitana

Redação em METROPOLITANA FM
Somos a Metropolitana com muito Yes pra você! 98.5 FM
Redação Metropolitana

Deixe seu comentário

NOVIDADES