Por ser muito ruiva, estudante é expulsa da sala de aula

Parece mentira, mas não é. A estudante Emily Reay de 17 anos foi expulsa da sala de aula por ter os cabelos muito ruivos. Oi? A aluna foi proibida de frequentar a escola durante dois meses, isso antes dos exames finais da Trinity School, em Carlisle, Inglaterra.

Ela não poderá retornar aos estudos enquanto não pintar o cabelo de uma cor mais natural. Pode isso, sociedade? A decisão foi tomada pelos funcionários da instituição de ensino depois que Emily retornou do feriado de Páscoa.

 “Quando me disseram isso eu comecei a chorar. Eu estava com muita raiva. Eu mantive essa cor nos últimos três anos e ninguém na escola comentou. Todo mundo me conhece pelos meus cabelos. Para mim é uma questão de confiança, se eu tivesse que pintar de castanho eu iria perder isso”, afirmou a estudante.

Julie e Andy, pais da ruiva, até tentaram falar com o diretor Andrew Winter, mas não adiantou em nada. “A política de uniforme da escola afirma claramente que cores de cabelo não naturais, como azul ou verde, não são permitidas. Mas desde quando ruivo não é uma cor de cabelo natural?”, disse inconformada a mãe da garota.

Winter não deu muita atenção ao apelo dos pais e se manteve firme na decisão. “Temos uma política de manutenção de elevados padrões. Todos os alunos do sexto ano recebem formulários com informações sobre o que é aceitável ou não, no início do ano letivo. A grande maioria dos pais está interessada em nossos altos padrões.”

Alguém avisa para o senhor diretor que ele precisa, urgentemente, dar uma boa explicação do que seriam esses “altos padrões”, porque está bem difícil de entender, parça. 

Redação Metropolitana

Redação Metropolitana

Redação em METROPOLITANA FM
Somos a Metropolitana com muito Yes pra você! 98.5 FM
Redação Metropolitana

Deixe seu comentário

NOVIDADES