Pornografia gratuita na internet pode estar com os dias contados

Realmente, a lei dos Estados Unidos pode acabar de vez com toda e qualquer pornografia gratuita que existe na internet. A afirmação foi do próprio fundador do serviço antipirataria “Takedown Piracy”, Nate Glass, durante entrevista cedida ao New York Post.

chocada2

“Se um site permite que usuários enviem vídeos, então 99,99% das vezes os usuários irão subir material pirateado”, afirmou Nate.

Os sites pornográficos não se responsabilizam por vídeos postados, e como não existe direto autoral na pirataria, os usuários também não tem responsabilidade.  Assim, ninguém fica com o ônus de provar que o vídeo é de quem detém os direitos.

E aí entra a Takedown Piracy, que possui um sistema que pode (com aval do governo) retirar todos os vídeos sem direitos autorais, até os mais escondidos. Até agora, a Takedown já retirou mais de 140 mil vídeos.

Ou seja, o caminho que os sites teriam, seria cobrar para acesso aos vídeos (como o Netflix), e adquirir os direitos autorais em todos.

Redação Metropolitana

Redação Metropolitana

Redação em METROPOLITANA FM
Somos a Metropolitana com muito Yes pra você! 98.5 FM
Redação Metropolitana

Deixe seu comentário

NOVIDADES