Vereadores de São Paulo podem aprovar projeto de lei contra Uber

Os vereadores de São Paulo deram sinais de que o projeto de lei que proíbe o uso de aplicativos como o Uber deve ser aprovado em segunda votação no dia 9 de setembro. Para ser aprovado, são necessários 28 votos, mas depois disso, ele ainda precisa ser autorizado pelo prefeito Fernando Haddad.

O projeto proíbe o “uso de carros particulares cadastrados em aplicativos para o transporte remunerado individual de pessoas”. O que na prática quer dizer que a lei proíbe a atuação do Uber.

Desde abril, os taxistas de São Paulo têm protestado contra o aplicativo, e em maio, a Justiça de São Paulo derrubou a liminar que determinava a suspensão das atividades do Uber no Brasil. Os taxistas reclamam de concorrência desleal e de queda no número de corridas, e criticam o fato de motoristas do Uber não serem obrigados a passar pelo longo e caro processo de obtenção de alvará, além de não terem de seguir as regras cobradas dos taxistas.

Por outro lado, usuários e defensores afirmam que o serviço tem qualidade superior e muitas vezes preço mais baixo. Muitos até dizem que é o mesmo que contratar um motorista particular, o que não seria ilegal.

Redação Metropolitana

Redação Metropolitana

Redação em METROPOLITANA FM
Somos a Metropolitana com muito Yes pra você! 98.5 FM
Redação Metropolitana

Deixe seu comentário

NOVIDADES