Você sabia que o ar-condicionado da empresa não leva em conta o conforto da mulher?

Cientistas da Universidade de Maastricht, na Holanda descobriram que o ar-condicionado da empresa não leva em conta conforto da mulher, isso porque, o sistema de controle desenvolvido na década de 1960 é baseado na taxa metabólica de um homem de 40 anos pesando 70 kg.

oi

Para testar se esses valores de referência coincidiam com os encontrados em mulheres jovens durante o expediente em um escritório, eles resolveramanalisar 16 mulheres com esse perfil e a conclusão foi a seguinte: A taxa metabólica delas era menor do que os valores padrão, e por esse motivo, elas se sentem desconfortáveis com as temperaturas mais baixas.

E os resultados mostraram ainda a importância de usar a taxa metabólica real das pessoas que trabalham naquele escritório para calcular a temperatura ideal, e não um padrão que só leva em conta o conforto dos homens.

Além de melhorar o bem-estar no ambiente de trabalho, essa mudança poderia ajudar as empresas a economizar com os gastos de energia. Os pesquisadores lembram que o consumo de energia de prédios residenciais e comerciais corresponde a cerca de 30% do total de emissões de CO2, portanto, adequar os sistemas de controle de temperatura dos escritórios pode levar também a uma contribuição importante para o meio ambiente.

Redação Metropolitana

Redação Metropolitana

Redação em METROPOLITANA FM
Somos a Metropolitana com muito Yes pra você! 98.5 FM
Redação Metropolitana

Deixe seu comentário

NOVIDADES